Páginas

domingo, 9 de janeiro de 2022

Prefeituras vão receber primeira parcela do FPM com aumento de 25,6%.

 

Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas

O Fundo de Participação dos Municípios (FPM) a ser creditado nesta segunda-feira (10), nas contas das 167 prefeituras potiguares, referente ao primeiro decêndio de janeiro, terá um crescimento de 25,60% em relação ao mesmo período do ano passado, sem descontar a inflação.

O decêndio do mês, no valor de R$ 5.426.106.265,14 para os municípios de todo o país, já desconta a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, incluindo o Fundeb, o montante é de R$ 6.782.632.831,43.

No caso dos municípios do Rio Grande do Norte, o repasse bruto será de R$ 168.138.451,05 e o valor líquido será de R$ 132.829.376,33.

Conforme levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), o repasse líquido de Natal ficou em R$ 16.650.675,68 e em seguida aparecem Mossoró e Parnamirim, com R$ 4.824.102,67. São Gonçalo do Amarante vai receber R$ 2.431.509,17.

A maioria dos municípios (93) têm coeficiente 0.6, receberão líquidos R$ 455.907,97 e os 30 municípios de coeficiente 0.8 ficaram com repasses de R$ 607.877,29 na primeira cota do FPM de janeiro.

De acordo com os dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o primeiro decêndio de janeiro de 2022, comparado com mesmo decêndio do ano anterior, apresentou um crescimento de 25,60%. Quando o valor do repasse é deflacionado, levando-se em conta a inflação do período, comparado ao mesmo período do ano anterior, o crescimento é de 15,24%.

Tribuna do Norte

COVID: Número de casos no RN aumenta, mas não reflete em óbitos e internações.

 

Foto: divulgação/UFRN

O Rio Grande do Norte está novamente registrando um crescimento do número de casos de covid-19. Na primeira semana de 2022, entre o dia 1 e 7 de janeiro, a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap/RN) contabilizou 710 casos notificados e confirmados a mais do que o mesmo período de dezembro cujo total foi 587. O acréscimo representa uma alta de 120,9%. Mesmo assim, o aumento de casos não se reflete nas internações e nem no número de óbitos.

O coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde do HUOL/UFRN e membro do comitê científico da Sesap/RN, Ricardo Valentim, destaca que a situação não representa gravidade, mas a necessidade de monitoramento para se analisar e aprofundar o que está ocorrendo e concluir se deve-se ao movimento de maior transmissibilidade, devido à chegada da variante Ômicron, ou ao represamento das informações provocadas pelo ataque hacker ao sistema do Ministério da Saúde no dia 10 de dezembro. 

“Primeiro que se trata de um fenômeno que ocorre em todo o país e era esperado, muito provavelmente pelo período e festas de final de ano. Outro ponto é que os números em si podem estar altos em virtude dos problemas que ocorreram na base de dados do Ministério da Saúde que foi invadido por hackers e que, em determinado período, ficou sem receber informações do país todo e agora é que estão migrando para o sistema do Ministério”, disse ele.

Os números que sustentam essa matéria são aqueles divulgados diariamente pela Sesap/RN. Esses boletins diários apontaram que nos primeiros sete dias de janeiro foram 1.297 novos casos confirmados, enquanto que em dezembro foram 587 no mesmo período. Até a noite de ontem, a plataforma Regula RN registrava uma média de 80 leitos críticos disponíveis, com 19 pessoas à espera; e de 80 leitos clínicos disponíveis, com 17 pacientes na fila. A ocupação dos leitos críticos estava em 23,24% e em 8,47% nos leitos clínicos.

“Esse aumento não está repercutindo nas internações. O número de pedidos para internar pacientes confirmados por covid-19 em dezembro era de 7 pacientes e continua com essa mesma média móvel diária. Isso diz muito sobre a situação atual da pandemia porque, se tivesse aumentado significativamente a transmissão e o cenário fosse grave, estaríamos vendo os reflexos nas internações e nos óbitos. Porém, precisamos estar em estado de monitoramento”, enfatizou o coordenador do LAIS.

Veja abaixo comparação entre os primeiros dias de dezembro/2021 e janeiro/2022

Dezembro/2021

1: 102 + 1 óbito
2: 107 + 2 óbitos
3: 133
4: 88
5: 26
6: 17 + 1 óbito
7: 114 + 1 óbito

Total: 587 casos e 5 mortes

Janeiro/2022

1:  113
2: 23
3: 35
4:  244 + 1 óbito
5: 245 + 2 óbitos
6: 316
7: 321

Total: 1.297 casos e 3 óbitos

Fonte: Sesap/RN

A necessidade das autoridades sanitárias, de saúde e a comunidade científica monitorarem se deve à expectativa do mundo estar enfrentando um novo vírus de transição, num processo de pandemia para endemia, segundo Valentim. “Precisamos ampliar a cobertura vacinal para melhorar o nível de segurança que é a vacinação com a terceira dose da população adulta e a de crianças de 5 a 11 anos e também chegarmos aí a 80% ou 85% da população de 12 a 17 totalmente vacinada”, sustentou o especialista.

Em paralelo ao avanço da covid, o surto de gripe também atinge o estado, assim como ocorre no restante do país. Apesar de também ser letal em algumas situações, Ricardo Valentim, pondera que, nesse caso, trata-se de um surto que tende a passar mais rápido. “O ponto importante é que tende a passar mais rápido. O que pode ter levado a esse surto é a baixa cobertura vacinal. O Brasil distribui poucas vacinas para gripe (80 milhões para público específico) e mesmo assim, muitos municípios não conseguem alcançar a meta prevista de 90% da população elegível. Outra hipótese é que a introdução da variante H3N2 não é coberta pelas vacinas no país. Por isso, por pelo menos em mais três semanas, esse surto deve continuar e não dá para comparar a gravidade com a covid porque as duas causam óbitos, principalmente na população idosa. O que não podermos é relaxar com as medidas de prevenção”, alertou.

Tribuna do Norte

EUA, França e Itália concentram metade dos novos casos de covid do planeta.

 

6.jan.2022 – Filas para testagem de covid-19 em Buenos Aires, na Argentina, aumentaram com o avanço da variante ômicron | Imagem: AFP

Desde 3 de janeiro de 2022, o mundo tem registrado, por dia, mais de 2 milhões de casos de covid-19. A marca de 2 milhões de diagnósticos diários foi ultrapassada apenas uma semana após o primeiro registro de 1 milhão de novos casos no planeta.

Dados mais recentes do Our World In Data, referentes à quinta-feira (6), indicam que houve 2,52 milhões de notificações no mundo.

Três países, juntos, respondem por metade dos casos: Estados Unidos (786.824), França (262.787) e Itália (219.430).

As últimas semanas — especialmente a primeira de 2022 — foram de sucessivos recordes de casos, impulsionados pelo avanço da variante ômicron. Abaixo, alguns deles:

4/1/2022 – Mundo: 2,4 milhões de casos
4/1/2022 – EUA: 1 milhão de casos
4/1/2022 – Reino Unido: 221 mil casos
5/1/2022 – França: 332 mil casos
6/1/2022 – Itália: 219 mil casos
6/1/2022 – Argentina: 109 mil casos

Há também países que voltaram a registrar altos índices após meses de controle da pandemia, como o caso da Índia, que notificou ontem (7) mais de 100 mil casos num único dia — algo que não ocorria no país há mais de sete meses.

Em 6 de janeiro de 2021, um ano antes, o Brasil era o segundo país com mais registros diários de covid-19: 62.507, segundo o Our World In Data. Os EUA lideravam a lista (256.866 casos), e na sequência vinham Reino Unido (62.352), Alemanha (26.663) e França (25.143).

Dos cinco países citados acima, o Brasil é o único que não permanece entre os que mais registram novos casos de coronavírus em 2022.

UOL

Corpo de mulher retirado de túmulo no cemitério do Bom Pastor seria usado em ritual de magia negra.

 

Foto: cedida

Os três homens presos em flagrante pela Polícia Militar, no início da tarde deste Sábado (08), no interior do cemitério do Bom Pastor, zona Oeste de Natal, irão responder pelo crime de Violação de sepultura, previsto no código penal brasileiro. Pedro Alves de Andrade, Josinaldo Irineu Cavalcante e Jadson Pereira de Carvalho pretendiam, segundo a polícia levar o corpo para uma cidade do interior do Estado e praticar magia negra. O trio confessou.

O cadáver que seria levado pelos criminosos era de uma senhora de 94 anos que morava em Campos Sales, sertão do Ceará e que morreu no dia 05 deste mês sendo sepultada em Natal no dia seguinte. Foi uma denúncia anônima que levou uma equipe da Força Tática do 9º Batalhão até ao cemitério encontrando a sepultura já violada e o caixão na parte de fora. Os três indivíduos foram conduzidos par a central de flagrantes e autuados.

Portal B.O.

ABIH estima crescimento de leitos no RN entre 5% e 10%.

 

07/01/2022 – ESPECIAL – AMPLIAÇÃO DOS HOTEIS DA VIA COSTEIRA – Foto: Alex Régis/ Tribuna do Norte
O segmento hoteleiro do Rio Grande uuuuuuudo Norte deve “puxar o freio” no tocante a abertura de leitos para 2022. Mesmo com a retomada das atividades turísticas, o setor ainda busca se recuperar do período em que passou fechado por conta da pandemia de coronavírus e, com isso, não estão previstos grandes investimentos para este ano. 

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-RN), as estimativas iniciais são de crescimento de leitos de 5% a 10% em Natal.

Segundo o presidente da ABIH-RN, Abdon Gosson, Natal, Pipa e São Miguel do Gostoso, juntos, somam cerca de 55 mil leitos. De acordo com Gosson, muitos projetos de expansão pararam por conta da pandemia.

Tribuna do Norte

Prefeitura de Tibau do Sul cancela Carnaval 2022 e praia da Pipa não poderá ter festas de rua.

 

A Prefeitura de Tibau do Sul, no litoral do Rio Grande do Norte, proibiu a realização de shows públicos, além de blocos e eventos de rua durante o Carnaval de 2022. O município é onde fica localizada a praia da Pipa, conhecida internacionalmente.

Shows privados poderão acontecer, mas precisam ser previamente autorizados pelo poder público e cumprir medidas sanitárias, como exigência de comprovante de vacinação.

De acordo com o decreto publicado pelo município na sexta-feira (7), ficam proibidos os blocos e carnavais de rua, bem como shows e eventos de massa promovidos pelo poder público.

Segundo a prefeitura, o cancelamento foi motivado pelo “alto risco” de contágio da Covid-19 apontado por entidades médicas nacionais e estaduais e o “risco potencial” de aumento de casos por causa da variante ômicron. A prefeitura lembrou que o carnaval local é frequentado por milhares de pessoas de vários lugares do mundo.

O decreto ainda prevê multa de R$ 1 mil, podendo chegar a R$ 30 mil, para quem descumprir as normas vigentes.

Em comunicado, a prefeitura informou que o destino segue aberto para o turismo e pediu a colaboração de todos em manter os protocolos de prevenção à covid e também à gripe.

Várias cidades brasileiras já cancelaram as festas de carnaval de 2022. No Rio Grande do Norte, cidades como Apodi, Tibau e Areia Branca, que têm carnavais tradicionais na região Oeste, também suspenderam os preparativos para a festa.

Portal 98 FM Natal

CHUVAS: 12 reservatórios tiveram aumento de volume após as últimas chuvas caídas no RN.

 

O Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta quarta-feira (05), indica que 12 mananciais receberam águas das últimas chuvas pelo interior do RN.

O reservatório que recebeu maior aporte hídrico, percentualmente, foi o açude Flechas, localizado em José da Penha, que acumula, atualmente, 6.731.275 m³, correspondentes a 75,21% da sua capacidade total, que é de 8.949.675 m³. Na última quinta-feira (30), o manancial estava com 6.317.200 m³, equivalentes a 70,59% da sua capacidade.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

TSE divulga calendário oficial das eleições de 2022; confira datas.

 

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Com o começo do ano em que haverá eleições, inicia-se uma sucessão de etapas e procedimentos que culminarão na eleição de 2 de outubro, data do primeiro turno, quando milhões de brasileiros devem ir às urnas para a escolha de presidente, governadores, senadores e deputados federais, estaduais e distritais.

Pelo calendário oficial aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o segundo turno ocorre em 30 de outubro, caso nenhum dos candidatos a presidente alcance a maioria absoluta dos votos válidos (excluídos brancos e nulos). O mesmo ocorre nas disputas para o cargo de governador.

Já desde 1º de janeiro, as pesquisas eleitorais precisam ser devidamente registradas junto à Justiça Eleitoral, e os órgãos públicos têm limitadas as despesas com publicidade, por exemplo. Há também restrições quanto à distribuição gratuita de bens e valores aos cidadãos e cidadãs.

A campanha eleitoral com comícios, distribuição de material gráfico, propagandas na internet e caminhadas deverá ocorrer a partir de 16 de agosto. Já as peças publicitárias em horário gratuito de rádio e televisão ficam liberadas entre 26 de agosto e 29 de setembro.

Entre as datas mais importantes para os candidatos está a janela partidária, entre 3 de março e 1° de abril. Esse é o único período em que parlamentares podem mudar de partido livremente, sem correr o risco de perder o mandato.

Outra data importante é 2 de abril, exatamente seis meses antes da eleição. Essa é a data limite para que todos os candidatos estejam devidamente filiados aos partidos pelos quais pretendem concorrer.

2 de abril é também a data a partir da qual os ocupantes de cargos majoritários – presidente, governadores e prefeitos – renunciarem aos mandatos caso queiram concorrer a cargo diferente do que já ocupam.

As convenções partidárias devem ocorrer entre 20 de julho e 5 de agosto, quando todas as legendas devem oficializar a escolha de seus candidatos. Os registros de todas as candidaturas devem ser solicitados até 15 de agosto.

No caso do eleitor, uma das datas a que se deve ficar mais atento é o 4 de maio, quando se encerra o prazo para emitir ou transferir o título de eleitor. Em 11 de julho, a Justiça Eleitoral deve divulgar quantos cidadãos encontram-se aptos a votar. O número serve de base para o cálculo do limite de gastos na campanha.

O calendário completo, com todas as etapas até a diplomação dos eleitos, mês a mês, pode ser conferido no portal do TSE.

Agência Brasil

RN teve o 2º pior PIB entre os estados brasileiros em 2021

 

Foto: Canindé Soares

O Rio Grande do Norte registrou um Produto Interno Bruto (PIB) de 1,2% em 2021, o segundo pior do Brasil, ficando à frente apenas da Paraíba que foi de 1%, segundo o Valor Econômico.

A projeção para 2022 é de um PIB ainda menor (0,8%), segundo a Tendências Consultoria.

Dezoito das 27 unidades da federação devem ter crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) superior ao do Brasil em 2022, segundo projeção da Tendências Consultoria.

Só que os entes com pior desempenho são os de maior peso na economia brasileira e por isso puxam o resultado para baixo. São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Distrito Federal, que respondem por quase metade da riqueza nacional (46%), devem ter menor dinamismo este ano, com taxas entre -0,2% (Santa Catarina) e 0,2% (São Paulo).

Para o Brasil como um todo, a estimativa da consultoria é de um crescimento de 0,5% em 2022.

Com informações do Valor Econômico

Divórcios batem recorde no Brasil e superam a marca de 77 mil em 2021.

 

Foto: reprodução

O número de casais que oficializaram a separação em cartórios bateu recorde em 2021. Um levantamento do CNB (Colégio Notarial do Brasil) mostra que foram registrados 77.112 divórcios consensuais no ano passado.

Apesar de representar um aumento de 266 casos em relação ao primeiro ano da crise sanitária, em 2020, que teve 76.846 dissoluções matrimoniais formalizadas, o número é o maior da série histórica, desde 2007.

Há dois anos, antes da pandemia, 75.033 casais oficializaram a separação. A proliferação do coronavírus, que impôs a quarentena e o isolamento social em casa, é apontada como uma das principais causas.

O aumento do número de divórcios coincide também com a autorização nacional para que os atos notariais de escrituras – divórcios, inventários, partilhas, compra e venda, doação – e procurações possam ser feitos de forma remota pelos cartórios. O provimento, editado pela Corregedoria Nacional de Justiça, entrou em vigor em junho deste ano.

Para realizar o divórcio em cartório, o casal deve estar em consenso e não ter pendências judiciais com filhos menores ou incapazes. O processo pode ser realizado online, por computador ou celular, em videoconferência conduzida por um tabelião.

R7

Fábio Faria parabeniza agilidade na aprovação da lei que simplifica licenciamentos para tecnologia 5G em Natal.


A capital do Rio Grande do Norte conta com uma nova legislação para recepcionar a tecnologia 5G, que deverá chegar nos próximos meses ao município.

A lei elaborada pela Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo – SEMURB e aprovada pela Câmara dos Vereadores, é um instrumento moderno que adota critérios objetivos e tecnológicos e vai simplificar os licenciamentos das infraestruturas de suporte das novas antenas de celulares e permite expedições das licenças mais ágeis e confiáveis.

“Parabenizamos o município de Natal, que além de ágil na aprovação dessa nova legislação, ainda sai na frente também com o desenvolvimento desse novo sistema para simplificar e desburocratizar o processo de autorização de licenciamento via internet”, destacou o ministro das comunicações Fábio Faria.

A Semurb passará a liberar as licenças das instalações já concedidas e homologadas pela Anatel, e adotará um sistema para registro desses equipamentos por cadastro virtual.
Apenas as antenas usadas para radares militares e civis com propósitos de defesa ou controle de tráfego aéreo obedecerão à regulamentação própria.

Em Natal, o 5G pode ser implementado pelas operadoras Brisanet, Claro, Vivo e TIM. Todas arremataram faixas de 3,5GHz no leilão, sendo Brisanet na região Nordeste e demais operadoras ganharam lotes nacionais.

De acordo com as regras estabelecidas pelo certame, o 5G estará implementado até julho deste ano em todas as capitais do país.

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 21,7%; Região do Seridó zera ocupações.

 

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 21,7%, registrada no início da tarde desta quinta-feira (6). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 42.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 33,8% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 6,8% e a Região Seridó tem 0,0%.

Até o momento desta publicação são 88 leitos críticos (UTI) disponíveis e 30 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 86 disponíveis e 12 ocupados.

Outros 19 leitos de UTI estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’ e também 19 leitos clínicos também estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’, com outras síndromes gripais.

Em virtude do surto gripal que atinge não somente o RN, a Sesap informou nesta quinta-feira (6) que disponibilizou leitos da rede Covid para pacientes com outras síndromes gripais que tenham teste negativo para Covid-19, resguardando as medidas de biossegurança para evitar contaminação.


RN registra nenhum óbito por covid nas últimas 24 horas; Novos casos são 316.

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta quinta-feira (6). São 388.861 casos totalizados. Na quarta-feira (5) eram contabilizados 388.313, ou seja, 548 novos casos em comparação com o dia anterior, destes, 316 confirmados nas últimas 24 horas.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.581 no total. Nenhum óbito foi registrado nas últimas 24 horas. Na quarta-feira (5) eram 7.580 mortes. A Sesap registrou um (01) outro óbito após resultados de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.424.

Recuperados são 378.562. Casos suspeitos somam 113.854 e descartados são 388.861.

VÍDEO: Grande volume de água chega à Barragem de Oiticica, em Jucurutu.












Um grande volume de água chega à Barragem de Oiticica, em Jucurutu. No vídeo também é possível ver uma enorme quantidade de peixes que deixa impressionado o homem que registrava as imagens. “É peixe demais, olha aí as curimatãs, tudo pulando! É a natureza, é linda uma coisa dessas”, descreveu.

RN confirma perda de 39,5 mil doses da vacina Pfizer, 21,9 mil delas em Natal.


Foto: GEA/Divulgação

O Rio Grande do Norte perdeu mais de 39 mil doses de vacinas da Pfizer porque os imunizantes passaram do prazo de 31 dias após descongelamento para serem utilizados, segundo confirmou a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap).

Somente a capital do estado, Natal, foi responsável por mais de 55% das doses que se perderam. Ao todo, 21.900 vacinas não foram aplicadas dentro do prazo, na cidade, e não podem mais ser utilizadas.

Mossoró, no Oeste potiguar, registrou a segunda maior quantidade de perdas, passando das cinco mil vacinas. No dia 28 de dezembro, a secretaria de Saúde do município já havia confirmado a perda superior a 4 mil vacinas.

Os dados da Sesap foram levantados no dia 30 de dezembro, com base nas informações repassadas por 151 municípios potiguares, que representam 90,4% das cidades do estadoAo todo, 39.515 doses se perderam. Desse total, apenas 205 ficaram inutilizáveis por outro motivo: um problema técnico na câmara fria em Jardim de Piranhas. Segundo o estado, as doses serão recolhidas e desprezadas.

Secretaria de Saúde de Natal diz que perda foi motivada por ausência do público

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal disse em nota que a perda de doses ocorreu por causa da ausência do público que deveria receber os imunizantes, “mesmo com todo esforço da SMS Natal, em oferecer o maior número e diversidade de pontos de vacinação”. A cidade tem 35.648 pessoas com a terceira dose atrasada, segundo a SMS.

A pasta ainda afirmou que solicitou o envio de doses congeladas à Secretaria de Saúde do Estado, o que aumentaria o prazo de uso pelo município, mas a Sesap disse que a medida não seria possível.

A justificativa apresentada pela prefeitura de Natal foi a mesma de Mossoró, no Oeste potiguar. No final de dezembro, o coordenador da imunização no município, Etevaldo de Lima, afirmou que a cidade tinha mais de 8 mil pessoas em atraso para tomar a terceira dose, porém o público não estava procurando a vacinação.

Veja 10 municípios com mais perdas de doses da Pfizer no RN

  1. Natal – 21.900 doses
  2. Mossoró – 5.274
  3. Touros – 1.290
  4. Parnamirim – 1.185
  5. Maxaranguape – 1.140
  6. Currais Novos – 720
  7. Arês – 651
  8. Poço Branco – 622
  9. Riachuelo – 534
  10. Lagoa Nova – 552

Com informações de g1-RN

COVID: Brasil registra 128 óbitos e 35,8 mil casos nas últimas 24h.


O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta quinta-feira (6).

– O país registrou 128 óbitos nas últimas 24h, totalizando 619.641 mortes;

– Foram 35.826 novos casos de coronavírus registrados, no total 22.386.930;

Dessa forma, a média móvel de óbitos dos últimos 7 dias ficou em 94 e a média móvel de casos em 15.670, a maior média de novos casos desde 06 de outubro de 2021.

O ministério da Saúde calcula que mais de 21,5 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

Inmet alerta para chuvas intensas em 91 municípios do RN.

 

Foto: Inmet

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de chuvas com perigo potencial para 91 cidades do RN. O aviso vale desta quinta (6) até 11h da sexta-feira (7). São previstas chuvas entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 mm por dia, além de ventos intensos – de 40 a 60 km/h.

O órgão recomenda, em caso de rajadas de vento, que as pessoas não se abriguem debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas, e que não estacionem veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Além disso, é aconselhado evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

O alerta é válido para as seguintes cidades:
  1. Acari
  2. Assú
  3. Afonso Bezerra
  4. Água Nova
  5. Alexandria
  6. Almino Afonso
  7. Alto do Rodrigues
  8. Angicos
  9. Antônio Martins
  10. Apodi
  11. Areia Branca
  12. Augusto Severo
  13. Baraúna
  14. Bodó
  15. Caicó
  16. Caraúbas
  17. Carnaúba dos Dantas
  18. Carnaubais
  19. Coronel João Pessoa
  20. Cruzeta
  21. Currais Novos
  22. Doutor Severiano
  23. Encanto
  24. Equador
  25. Felipe Guerra
  26. Fernando Pedroza
  27. Florânia
  28. Francisco Dantas
  29. Frutuoso Gomes
  30. Governador Dix-Sept Rosado
  31. Grossos
  32. Guamaré
  33. Ipanguaçu
  34. Ipueira
  35. Itajá
  36. Itaú
  37. Janduís
  38. Jardim de Piranhas
  39. Jardim do Seridó
  40. João Dias
  41. José da Penha
  42. Jucurutu
  43. Lagoa Nova
  44. Lucrécia
  45. Luís Gomes
  46. Macau
  47. Major Sales
  48. Marcelino Vieira
  49. Martins
  50. Messias Targino
  51. Mossoró
  52. Olho D’Água do Borges
  53. Ouro Branco
  54. Paraná
  55. Paraú
  56. Parelhas
  57. Patu
  58. Pau dos Ferros
  59. Pedro Avelino
  60. Pendências
  61. Pilões
  62. Portalegre
  63. Porto do Mangue
  64. Rafael Fernandes
  65. Rafael Godeiro
  66. Riacho da Cruz
  67. Riacho de Santana
  68. Rodolfo Fernandes
  69. Santana do Matos
  70. Santana do Seridó
  71. São Fernando
  72. São Francisco do Oeste
  73. São João do Sabugi
  74. São José do Seridó
  75. São Miguel
  76. São Rafael
  77. São Vicente
  78. Serra do Mel
  79. Serra Negra do Norte
  80. Serrinha dos Pintos
  81. Severiano Melo
  82. Taboleiro Grande
  83. Tenente Ananias
  84. Tenente Laurentino Cruz
  85. Tibau
  86. Timbaúba dos Batistas
  87. Triunfo Potiguar
  88. Umarizal
  89. Upanema
  90. Venha-Ver
  91. Viçosa